NOTÍCIAS

Postado em 27 de Agosto de 2016 às 09h08

Corretores de imóveis comemoram 54 anos da legalização profissional no Brasil

Institucional (33)Mercado imobiliário (30)

Data da promulgação da antiga Lei transformou 27 de agosto no Dia Nacional do Corretor de Imóveis

Atividade secular, porém reconhecida pela primeira vez como profissão em termos legais há 54 anos, os corretores de imóveis constituem um pilar do mercado da habitação. A relevância desse segmento se confirma no contingente superior a 650 profissionais do Sul de Santa Catarina credenciados pelo conselho regional da categoria (CRECI), com licença para atuação.

Os corretores de imóveis têm por essência profissional “viabilizar as operações de venda, locação e administração imobiliária, de forma prática a facilitar que as negociações ocorram”, conforme o presidente do Sindicato da Habitação do Sul de SC (Secovi Sul/SC), Juarez Sabino. A entidade vem buscando junto às empresas representadas fomentar a profissionalização e a capacitação de quem lida no dia a dia com os clientes, destaca.

“Somos uma entidade patronal de uma classe caracterizada por ter empresários também corretores de imóveis, o que nos motiva a produzir desenvolvimento regional trazendo tendências nacionais e até mundiais do mercado à nossa base, por meio de cursos, workshops e outras atividades”, pontua o Sabino, que há 28 anos é corretor imobiliário.

A desaceleração econômica dos últimos meses afetou o mercado imobiliário do Sul Catarinense, conforme o presidente do Secovi Sul/SC, que engajado no movimento nacional da categoria, tem trazido ferramentas para estimular a reação do setor. “A principal ação nesse sentido é a criação do Portal Chave Fácil, um website com o objetivo de agrupar ofertas de imobiliárias de todo o país e ser um canal de referência os clientes”, enaltece Sabino.

Benefícios aos clientes

A participação dos corretores nas transações imobiliárias é essencial em virtude dos conhecimentos de mercado, o que diminui a chance de frustrações, além da agilidade burocrática, aponta Sabino. “O que um profissional leva em torno de 48 horas para conseguir, em termos de documentos, um leigo vai peregrinar em torno de um mês até viabilizar tudo o que se requisita numa transferência imobiliária”, explica.

Toda a atuação do Secovi Sul/SC voltada aos corretores se propõe a tornar os profissionais cada vez mais preparados à missão de satisfazer os clientes, justifica o presidente. “Nossa categoria profissional tem uma responsabilidade diferenciada de, através das nossas orientações e atividades burocráticas, ajudar as pessoas a realizarem desejos e sonhos”, frisa.

Mais informações: Juarez Sabino | Presidente Secovi Sul/SC - (48) 9978.3571
Texto: João Pedro Alves | Partner Nazario & Bortot Comunicação
Fotos: Divulgação

Veja também

LEI DE RESPONSABILIDADE TERRITORIAL03/09 Conforme preconiza o Art. 24, I, da Constituição Federal Brasileira, o Estado possui competência para legislar sobre Direito Urbanístico. Desta forma, por meio de um longo trabalho realizado em parceria com a Diretoria de Parcelamento do Solo e Meio Ambiente do CRECI/SC e pelos SECOVI’s de Santa Catarina, o Estado de Santa Catarina editou a Lei de Responsabilidade Territorial de......

Voltar para NOTÍCIAS